SPORTS BUSINESS – 2010 – Painéis do Primeiro dia

O grande tema debatido na abertura (encerrada ontem à noite) no Sports Business foi “Infraestrutura e Instalações”. Dividido em dois painéis – Arquitetura nos megaeventos: legado e sua importância para as cidades; e Investimentos, e Infraestrutura e Impactos – os seis palestrantes abordaram pontos fundamentais para o sucesso dos megaeventos que o Brasil sediará até 2016.

Carlos de La Corte, consultor Técnico da Copa do Mundo 2014, explicou que os projetos de modernização da infraestrutura das cidades que os eventos exigem podem trazer transtornos, mas o importante é o legado em benefícios sociais que ficam para o país.

Alfredo Moreira Quiros, secretário geral da IAKS, falou da importância que deve ser dada a qualquer projeto. “É preciso analisar se um ginásio vai ser para amadores ou para atletas de performance, contratar os materiais adequados, realizar obras urbanas, pensar no conforto que oferecerá aos usuários e como será seu rendimento para ter sustentabilidade e não se transformar em um elefante branco e cair em desuso”.

A apresentação de Christopher Lee, diretor Senior da Populous, responsável pelo overlay da Copa do Mundo da Alemanha e Copa das Confederações, além de ter organizado o Plano Diretor da Copa na África do Sul, apresentou um vídeo com animação gráfica de como os projetistas se inspiram em cenas do cotidiano, mencionando casos reais de como uma simples observação de uma pipa e uma roda gigante se transformaram em estádios reais. Outra apresentação interessante foi a de projetos de estádios desde 1950 até os dias de hoje.

Robson Calil, sócio-diretor da Deloitte, patrocinadora do evento, destacou, no segundo painel da tarde – Investimentos, Infraestrutura e Impactos – a importância do planejamento e da organização para que os megaeventos como a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016 sejam grandes sucessos, afirmação que foi endossada pelos outros dois palestrantes que participaram desse painel.

A apresentação de Rainer Quenzer, diretor de planejamento da Nüssli International AG, focou, principalmente, as estruturas temporárias: os assentos da arena de basquete que está sendo construída para as Olimpíadas de Londres 2012, serão deslocados para outros locais da cidade (clubes e escolas) depois dos Jogos.

“O que fazer com o estádio depois dos grandes eventos para os quais foram construídos? Como reciclar os equipamentos (estádios/ginásios) ou os elementos de construção? Essas são questões que precisam ser respondidas para somente então dar início ao planejamento do projeto”, afirmou o arquiteto. Quenzer finalizou sua palestra dizendo que uma estrutura deve ser moderna, bonita, mas utilizar arquitetura funcional; também precisa ser flexível em sua utilização (vários esportes, diversos objetivos), e aumentado ou diminuído de acordo com a demanda.

Quatro semanas de festa não podem se transformar em anos de ressaca para pagar a conta”, pontuou José Roberto Bernasconi, Presidente do Sinaenco, Regional SP. “A Copa do Mundo é muito mais que uma competição esportiva entre 32 seleções nacionais. É uma oportunidade de transformação, de legado para as cidades-sedes, a exemplo do que está acontecendo com a revitalização da zona leste, deteriorada, de Londres”, completou.

Representante Embratur, Robson Calil - Deloitte, José R. Bernasconi - Sinaenco, Ricardo Gomes Silva - SSTUDIO

Bernasconi avisou que já estamos atrasados em várias áreas da infraestrutura como aeroportos/transporte aéreo, cuja demanda vem crescendo e que vai aumentar ainda mais na época dos megaeventos, e recomendou: “temos que fazer parcerias público-privadas ou concessões para executar as obras necessárias, senão não conseguiremos concluí-las em tempo hábil”. O engenheiro ainda disse: “Temos de aparecer como vitrina e não como vidraça”.

Sports Business é uma realização da Federação Paulista de Esportes e Fitness, com patrocínio da Deloitte e apoio do São Paulo Convention Bureau, Parque Anhembi, Secretaria de Esporte, Lazer e Turismo do Estado de São Paulo, Lei de Incentivo ao Esporte e Ministério do Esporte, empresas associadas GMF Promoções, MRZD Consultoria Esportiva e SStudio Marketing.

Anúncios
Categorias: Arquitetura, Carlos de La Corte, Congresso, Copa do Mundo, Deloitte, Estádios, IAKS, Infraestrutura, Instalações Esportivas, Investimentos, Marketing Esportivo, Material Esportivo, Populous, SINAENCO | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: