Estádios

SPORTS BUSINESS 2010

Fiquei muito feliz de poder participar do rejuvenescimento da Sports Business 2010 junto com o Marcelo e Mauricio Fernandez o criador do evento, foram 03 dias de sinergia entre todos os envolvidos!

Sports Business (SB) firma-se como um dos maiores encontros de negócios da América Latina e chegou à 27ª edição com novo formato, muito mais dinâmico, já se adaptando aos novos desafios do mercado esportivo brasileiro com a chegada da Copa 2014 e Jogos Olímpicos 2016.

Com participação articulada dos maiores atores do mercado esportivo mundial, parceria com as principais entidades vinculadas ao Desporto Nacional e a integração com as três esferas governamentais, discutiu as políticas, meios e estratégias de desenvolver o esporte nacional em todos os seus aspectos.

Um ambiente interativo que possibilitou a concreta geração de negócios por meio da construção de networking e de uma série de reuniões e rodadas de negócios.

Sports Business 2010 - Networking nos intervalos

Quero deixar registrados meus agradecimentos ao todos os envolvidos no processo de criação, planejamento, desenvolvimento, organização, realização, primeiro ao Mauricio Fernandez que aceitou as mudanças, ao Marcelo e a Fernanda, companheiros de todo o processo, da marca a modulação dos painéis, da equipe da MF, dos primeiros parceiros como a ESPN, BSW, RECOMA, Deloitte, MEI, ALL TASKS, IAKS LAC, AsBEA, SINAENCO, São Paulo Convention & Visitors Bureau – SPCVB, ABRIESP, diversas esferas de Governos envolvidas, parceiros comerciais, Ivo Simon, dos fornecedores, e principalmente aos palestrantes que propiciaram momentos de encanto únicos, dividindo suas experiências com todo o público presente aos 03 dias de evento.

Nos vemos em 2011. Até lá!

Categorias: Alto Rendimento, Arquitetura, Ativação, Atletas, Comunicação, Congresso, Copa do Mundo, Entretenimento, ESPN, Estádios, IAKS, Infraestrutura, Instalações Esportivas, Investimentos, IOC, Jogos Olimpicos, Lei de Incentivo ao esporte, Marketing Esportivo, Material Esportivo, Mundial Militar, Patrocinadores, Preparação fisica, Promoção, Shows, SINAENCO, Turismo | Deixe um comentário

DESTAQUES DO ÚLTIMO DIA DO SPORTS BUSINESS Marketing Esportivo foi o tema central dos painéis desta sexta-feira

Nos painéis de hoje – último dia do Sports Business, no Palácio das Convenções do Anhembi, SP – os palestrantes explanaram sobre detalhes de projetos bem sucedidos no Brasil e no exterior. Veja a seguir, síntese de alguns painéis.

Painel I – O marketing do futebol em tempos de Copa

Palestrantes:

Luis Paulo Rosenberg: vice-presidente de marketing do Corinthians, Mestre e PhD em Economia pela Vanderbilt (USA)

Marina Born-Engels: sócia-diretora da Getty Images Latin America

Mediador: Ricardo Gomes – diretor-presidente da SSTUDIO Marketing & Entretenimento

Em sua apresentação, Rosenberg falou sobre a importância da governança profissional: “todas as áreas do Corinthians têm profissionais especialistas, o que é fundamental para alcançar o sucesso”. Também ressaltou o papel do pós-venda para atingir os resultados desejados. “ O pós-venda é um ponto muito forte do Corinthians. Sempre procuramos entregar mais do que foi vendido… não porque sou bonzinho, mas porque valoriza o meu produto e potencializa vendas futuras”.

SB - 2010 - Luis Paulo Rosenberg, Marina Born Engels e Ricardo Gomes Silva

Com planejamento e soluções inovadoras, a receita do clube mais que triplicou nos últimos três anos. “Na gestão do atual presidente Andrés Sanchez, que assumiu o comando do Corinthians em 2007”, a nossa receita pulou de cerca de 40 milhões de reais/ano para mais de 150 milhões e isso é fruto de muito trabalho e de uma estratégia de marketing bem trabalhada”.

Rosenberg também falou sobre a dificuldade de patrocínio para outras modalidades esportivas “Hoje é mais fácil conseguir R$ 2 milhões para o futebol do que R$ 25.000 para a natação. O Brasil está muito atrasado no patrocínio de outras modalidades esportivas”.

Painel II – O marketing dos Jogos Olímpicos

Palestrantes:

Scott Givens: presidente da Fivecurrentes. Escreveu o primeiro manual técnico de cerimônias do COI (Comitê Olímpico Internacional)
Gabriela Santoro de Castro: coordenadora geral do Ministério do Esporte para a candidatura e organização dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016
Felix Alvarez Garmon: vice-presidente sênior da IMG América Latina, Caribe e Mercados Hispânicos
Mediador: Ricardo Gomes

Com vasta experiência na comercialização de direitos de TV, gerenciamento de carreira de atletas e consultoria de marketing esportivo por todo mundo, Felix Alvarez deu uma dica importante para as empresas que de alguma forma estão envolvidas com marketing esportivo. “Nos locais de competições dos Jogos Olímpicos, não é permitida a aplicação de marcas comerciais, então o desafio das empresas é encontrar oportunidades de ativação da marca/produto de seus clientes, de associá-las à competição”.

Scott Givens, dez jogos olímpicos e o 50º aniversário da Disney, disse que o Brasil é um mercado promissor que dará oportunidades a diversas frentes de trabalho, incluindo a grande tarefa de realizar com brilhantismo as cerimônias de abertura, encerramento e premiação. “É importante incorporar a cultura do país nas cerimônias, sem esquecer a criatividade e o ‘jeitinho’ brasileiro”destacou.

SB - 2010 - Scott Givens

Para Gabriela Santoro de Castro, “depois da euforia com a vitória do Rio como sede das Olimpíadas de 2016, agora é o momento de focar na reformulação do projeto olímpico e subir degrau a degrau rumo à realização de um evento desse porte”.

Painel III – A relação entre os grandes eventos esportivos, suas cidades-sedes e seus patrocinadores

Palestrantes:

Warren H. Harper – diretor gerente da Marsh (Atlanta, EUA), responsável pela área de especialidade em riscos e seguros de eventos globais
Robert Mills – gerente de marketing e comunicação da ESPN Brasil
Moderador: Júlio Filgueira – ex-secretário nacional de esporte educacional do Ministério do Esporte

“To govern is to anticipate” (governar é antecipar), começou Warren Harper. É preciso pensar em todas as coisas que podem dar errado em um evento e se antecipar a elas, ou seja, ter um plano de contingência”, pontuou. Por exemplo: o que acontece se o sinal de TV se perder? E se houver problemas com a venda de ingressos pela internet? E se o mau tempo interromper a competição? “Tudo isso, e muito mais, tem que ser pensado para que ações possam ser previstas de forma a evitar problemas”orienta.

Harper continuou: “a imagem é tudo, inclusive para atrair novos eventos, novos negócios, então o país ou cidade-sede tem de tomar muito cuidado para que sua imagem não sofra qualquer arranhão”. Dentre os itens avaliados pela área de risco estão: terrorismo, guerra, greve, desastres naturais, sistema de telecomunicação, possibilidade de cancelamento do evento e economia do país, dentre vários outros.

Painel IV: Leis de Incentivo ao Esporte

Palestrantes:

Nelson Gil de Oliveira – presidente da comissão de análise e aprovação de projetos da Lei Paulista de Incentivo ao Esporte
Marcelo Rezende – diretor da MRZD Consultoria Esportiva

Após a apresentação da jovem Lei Paulista de Incentivo ao Esporte, Nelson Gil falou das novas possibilidades que se apresentam aos empresários do estado em termos de verbas de renúncia fiscal que podem ser aplicadas em ações de cunho social. Diferentemente da lei federal, que contempla renúncia a parcelas do Imposto de Renda, a Lei Paulista representa renúncia ao ICMS.

Marcelo Rezende abordou a importância da contribuição que essas novas ações governamentais representam para as empresas, algumas das quais sem conhecimento total dos benefícios que podem auferir com essas aplicações. O interesse da plateia motivou longos debates, com perguntas aos entrevistados que esclareceram devidamente as dúvidas existentes e as possibilidades que a legislação permite.

O Sports Business foi uma realização da Federação Paulista de Esportes e Fitness, com patrocínio da Deloitte e apoio do São Paulo Convention Bureau, Parque Anhembi, Secretaria de Esporte, Lazer e Turismo do Estado de São Paulo, Lei de Incentivo ao Esporte e Ministério do Esporte, empresas associadas GMF Promoções, MRZD Consultoria Esportiva e SStudio Marketing.

Categorias: Comunicação, Copa do Mundo, Corinthians, Estádios, Futebol, Getty Images, Infraestrutura, Instalações Esportivas, Investimentos, Luis Paulo Rosemberg, Marketing Esportivo, Marsh, Ministério do Esporte, Patrocinadores, Promoção, Scott Givens, SSTUDIO Marketing & Entretenimento | Deixe um comentário

SPORTS BUSINESS 2010 – I IAKS LAC AWARD

Sports Business (SB) um dos maiores encontros de negócios da América Latina e chega à 27ª edição com novo formato, muito mais dinâmico, já se adaptando aos novos desafios do mercado esportivo brasileiro com a chegada da Copa 2014 e Jogos Olímpicos 2016.

Foi realizado simultaneamente:

Pela primeira vez, o concurso I IAKS LATIN AMERICA AWARD e a cerimônia de premição foi no dia 25 de agosto, em jantar realizado durante o Sports Business.

Realizado pela IAKS LAC (International Association for Sports and Leisure Facilities, Section Latin America & Caribe), o concurso premiou as instalações esportivas e recreativas em operação há pelo menos um ano, levando-se em conta a funcionalidade, a qualidade do projeto arquitetônico, a utilização de material e tecnologias de conservação de energia e integração aos contextos urbanos e rurais.

As exigências do concurso são semelhantes às do Prêmio IOC/IAKS, instituído em 1987, que é conferido a cada dois anos pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), de Lausanne (SUI), e Associação Internacional para Instalações Esportivas e Recreativas (IAKS), de Colônia (ALE).

Divididos em duas categorias: A (estádios/ginásios, pavilhões multiuso, centros esportivos) e B (piscinas ou instalações aquáticas, academias, SPA’s, clubes, parques ou instalações especiais/outros) – os projetos selecionados pelo júri, classificados em ouro, prata e bronze, serão contemplados com o I IAKS LATIN AMERICA AWARD.

1 IAKS LAC Award - Ricardo Gomes Silva

IAKS LAC AWARD - JURI - Klaus Meinel, Patricia Totaro, Carlos de La Corte, Alfredo Quirós

IAKS LAC AWARD - Vencedor Cat. A - Bruno Campos (Ouro) BCFM & Peter Breuer - BSW

IAKS LAC AWARD - Vencedor Cat.B - Daniel Kervokian & Sergio Schildt - Recoma

IAKS LAC AWARD - Peter Breuer, carlos de La Corte, Alfredo Quirós, Ricardo Gomes, Sérgio Schildt

IAKS LAC AWARD - Arq. Bruno Campos atendendo a imprensa

Quero deixar registrados meus agradecimentos ao todos que contribuíram para a realização deste primeiro prêmio, nas pessoas de:

Jorge Hellers, Alfredo Quirós, Klaus Meinel, Carlos de La Corte, Patricia Totaro, José Luis Bernasconi, IAKS, IAKS Seção Latino Americana, BSW, RECOMA, AsBEA e Sinaenco e todos os arquitetos que participaram do concurso.

Nos vemos em 2012. Até lá!

Vamos em frente!

Categorias: Alto Rendimento, Arquitetura, Atletas, Clube, Comunicação, Congresso, Copa do Mundo, Entretenimento, Estádios, IAKS, Infraestrutura, Instalações Esportivas, IOC, Jogos Olimpicos, Marketing Esportivo, Mundial Militar, Patrocinadores, Prêmio, Preparação fisica, Turismo | Deixe um comentário

SPORTS BUSINESS – 2010 – Painéis do Primeiro dia

O grande tema debatido na abertura (encerrada ontem à noite) no Sports Business foi “Infraestrutura e Instalações”. Dividido em dois painéis – Arquitetura nos megaeventos: legado e sua importância para as cidades; e Investimentos, e Infraestrutura e Impactos – os seis palestrantes abordaram pontos fundamentais para o sucesso dos megaeventos que o Brasil sediará até 2016.

Carlos de La Corte, consultor Técnico da Copa do Mundo 2014, explicou que os projetos de modernização da infraestrutura das cidades que os eventos exigem podem trazer transtornos, mas o importante é o legado em benefícios sociais que ficam para o país.

Alfredo Moreira Quiros, secretário geral da IAKS, falou da importância que deve ser dada a qualquer projeto. “É preciso analisar se um ginásio vai ser para amadores ou para atletas de performance, contratar os materiais adequados, realizar obras urbanas, pensar no conforto que oferecerá aos usuários e como será seu rendimento para ter sustentabilidade e não se transformar em um elefante branco e cair em desuso”.

A apresentação de Christopher Lee, diretor Senior da Populous, responsável pelo overlay da Copa do Mundo da Alemanha e Copa das Confederações, além de ter organizado o Plano Diretor da Copa na África do Sul, apresentou um vídeo com animação gráfica de como os projetistas se inspiram em cenas do cotidiano, mencionando casos reais de como uma simples observação de uma pipa e uma roda gigante se transformaram em estádios reais. Outra apresentação interessante foi a de projetos de estádios desde 1950 até os dias de hoje.

Robson Calil, sócio-diretor da Deloitte, patrocinadora do evento, destacou, no segundo painel da tarde – Investimentos, Infraestrutura e Impactos – a importância do planejamento e da organização para que os megaeventos como a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016 sejam grandes sucessos, afirmação que foi endossada pelos outros dois palestrantes que participaram desse painel.

A apresentação de Rainer Quenzer, diretor de planejamento da Nüssli International AG, focou, principalmente, as estruturas temporárias: os assentos da arena de basquete que está sendo construída para as Olimpíadas de Londres 2012, serão deslocados para outros locais da cidade (clubes e escolas) depois dos Jogos.

“O que fazer com o estádio depois dos grandes eventos para os quais foram construídos? Como reciclar os equipamentos (estádios/ginásios) ou os elementos de construção? Essas são questões que precisam ser respondidas para somente então dar início ao planejamento do projeto”, afirmou o arquiteto. Quenzer finalizou sua palestra dizendo que uma estrutura deve ser moderna, bonita, mas utilizar arquitetura funcional; também precisa ser flexível em sua utilização (vários esportes, diversos objetivos), e aumentado ou diminuído de acordo com a demanda.

Quatro semanas de festa não podem se transformar em anos de ressaca para pagar a conta”, pontuou José Roberto Bernasconi, Presidente do Sinaenco, Regional SP. “A Copa do Mundo é muito mais que uma competição esportiva entre 32 seleções nacionais. É uma oportunidade de transformação, de legado para as cidades-sedes, a exemplo do que está acontecendo com a revitalização da zona leste, deteriorada, de Londres”, completou.

Representante Embratur, Robson Calil - Deloitte, José R. Bernasconi - Sinaenco, Ricardo Gomes Silva - SSTUDIO

Bernasconi avisou que já estamos atrasados em várias áreas da infraestrutura como aeroportos/transporte aéreo, cuja demanda vem crescendo e que vai aumentar ainda mais na época dos megaeventos, e recomendou: “temos que fazer parcerias público-privadas ou concessões para executar as obras necessárias, senão não conseguiremos concluí-las em tempo hábil”. O engenheiro ainda disse: “Temos de aparecer como vitrina e não como vidraça”.

Sports Business é uma realização da Federação Paulista de Esportes e Fitness, com patrocínio da Deloitte e apoio do São Paulo Convention Bureau, Parque Anhembi, Secretaria de Esporte, Lazer e Turismo do Estado de São Paulo, Lei de Incentivo ao Esporte e Ministério do Esporte, empresas associadas GMF Promoções, MRZD Consultoria Esportiva e SStudio Marketing.

Categorias: Arquitetura, Carlos de La Corte, Congresso, Copa do Mundo, Deloitte, Estádios, IAKS, Infraestrutura, Instalações Esportivas, Investimentos, Marketing Esportivo, Material Esportivo, Populous, SINAENCO | Deixe um comentário

SPORTS BUSINESS 2010 – Abertura

A cerimônia de abertura do Sports Business 2010, maior encontro de negócios do esporte da América Latina, e SportsBiz, feira internacional de esportes, que acontecem até a próxima sexta, no Palácio das Convenções do Anhembi (São Paulo – SP), contou com inúmeras autoridades políticas e esportivas do cenário nacional, além de representantes de entidades dos setores de educação e turismo.

O Secretário de Esporte, Lazer e Turismo do Estado de São Paulo, Benedito Fernandes, falou sobre a importância da realização de um evento como o Sports Business e se disse satisfeito com o interesse demonstrado pelos vários setores da sociedade. “Painéis como os que serão realizados no evento propiciarão discussões sobre políticas, meios e estratégias para o crescimento do desporto brasileiro com a organização dos megaeventos nos próximos anos”.

O medalhista olímpico de judô (Atlanta 96), Henrique Guimarães, que participou de outras duas Olimpíadas (Sidnei 00 e Atenas 04), atualmente Supervisor do Centro Olímpico do Ibirapuera, salientou a importância do Sports Business como um evento que vai debater não apenas a parte estrutural (material, equipamentos, infraestrutura) para a realização dos megaeventos, mas o que o esporte pode fazer pela sociedade, e qual o legado depois das grandes competições. “Temos que olhar para o atleta, dar condições a ele de chegar ao alto rendimento e brigar por resultados, caso contrário, vamos ficar fazendo festa para os outros”.

“O evento cresceu muito em qualidade”, afirmou Maurício Fernandez, presidente da Abriesp e do GMF. “O Sports Business trouxe escolas e clubes para interagir com associações, entidades de classe, secretarias de esporte e fornecedores da indústria esportiva. E é esse relacionamento que vai propiciar a formação de atletas de alto rendimento”, completa o dirigente.

Sports Business 2010 - Abertura - Mauricio Fernadez - Presidente da Abriesp

Além dos painéis que discutirão quatro temas centrais (marketing esportivo, infraestrutura e instalações, turismo esportivo e materiais e equipamentos), hoje (às 20 horas, no Hotel Holiday Inn) haverá a premiação da primeira edição do IAKS Latin America Awards, concurso de arquitetura e instalações esportivas e recreativas para a América Latina e Caribe.Confira a programação completa do Sports Business no site da Sports Business 2010:www.sportsbusiness.com.br

Categorias: Alto Rendimento, Arquitetura, Ativação, Comunicação, Congresso, Deloitte, Entretenimento, ESPN, Estádios, IAKS, IAKS LAC, Infraestrutura, Instalações Esportivas, Investimentos, IOC, Jogos Olimpicos, Lei de Incentivo ao esporte, Marketing Esportivo, Material Esportivo, Ministério do Esporte, Mundial Militar, Patrocinadores, Populous, Prêmio, Preparação fisica, Promoção, Recoma, Ricardo Gomes Silva, Scott Givens, SINAENCO, SSTUDIO Marketing & Entretenimento, Turismo, Uncategorized | Deixe um comentário

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.