SSTUDIO Marketing & Entretenimento

PRÊMIO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NO ESPORTE ESTÁ COM INSCRIÇÕES ABERTAS

Primeira edição do Prêmio e Fórum São Paulo de Inovação Tecnológica no Esporte, Saúde e Lazer acontece dia 2 de dezembro com disputa em quatro categorias

Os principais empreendedores no segmento da tecnologia voltada ao mundo esportivo já podem fazer sua inscrição para concorrer ao Prêmio e Fórum de Inovação Tecnológica no Esporte, Saúde e Lazer, marcado para ser entregue no dia 2 de dezembro (segunda-feira) em São Paulo. O local será definido nos próximos dias pelos organizadores.  Informações mais detalhadas sobre inscrições ao prêmio bem como participação no fórum podem ser obtidas no site:  http://premioinovacaotecnologica.esp.br

contato_pitsel_2019-1.png

O Prêmio e Fórum São Paulo de Inovação Tecnológica no Esporte, Saúde e Lazer é uma realização da Fenats (Federação Nacional das Entidades do Terceiro Setor), tem organização da Abriesp (Associação Brasileira da Indústria do Esporte), com apoio da CNS (Confederação Nacional de Serviços), Secretaria de Esportes do Governo do Estado de São Paulo, StartUp Brasil, SSTUDIO Marketing, Softex e Viva – Rádio e TV na Web. A inscrição para concorrer ao prêmio bem como a participação no fórum é gratuita.

images.jpeg

A primeira edição do prêmio e do fórum visa congregar toda a cadeia produtiva da indústria do esporte, principalmente o segmento de tecnologia. Serão premiados quatro segmentos:  Terceiro Setor & Sustentabilidade; Acessórios, Roupas e Calçados; eSports, Aplicativos.

tecnologia-empresarial-clave-en-la-actualidad.jpg

São Paulo tem se constituído no principal ponto de concentração da produção tecnológica no país.  A importância do Prêmio e Fórum São Paulo de Inovação no Esporte, Saúde e Lazer está na contribuição para a valorização do setor do esporte; no estímulo à criatividade por intermédio da inovação e pulsação empreendedora; facilitação de acesso às formas de fomento existentes no mercado (via iniciativas privadas e governamentais) para investimento em produção; além da interação entre o mercado nacional e o internacional nesse segmento.

SP_PITSEL_2019-1.png

Anúncios
Categorias: cns, ESPORTE, eSports, Fórum, Inovação, Prêmio, São Paulo, softex, SSTUDIO Marketing & Entretenimento, startup brasil, Uncategorized | Tags: , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

ISPO DIGITIZE SUMMIT 2019

A SSTUDIO Marketing teve a honra de ter sido convidada, com a participação do C.E.O. da empresa “Ricardo Silva” para participar da II Edição da ISPO Digitize Summit que foi realizada nos dias 03 e 04 de julho de 2019 na cidade de Munique – Alemanha.

ISPO Digitize Summit 2019!

ISPO DIGITIZE 2019 - 01.png

Com mais de 500 participantes de varejistas esportivos e da indústria do esporte, a primeira conferência digital para a indústria de artigos esportivos – o ISPO Digitize Summit – voltou a entrar com sucesso na segunda rodada.

O evento mostrou que a demanda por soluções digitais é tão forte quanto a sede de informações. Os participantes do ISPO Digitize Summit aprenderam tudo sobre tecnologias digitais, melhores casos/cases e novidades do mercado em palestras e workshops. Especialistas renomados do setor apontaram oportunidades e soluções e deram orientações e recomendações concretas para ação.

No caso da SSTUDIO Marketing, o senhor Ricardo Silva apresentou as Midias Sociais no Esporte no Brasil, o que foi feito e soluções criativas encontradas face a realidade do mercado local, o estágio atual e potencial existente neste mercado

ISPO DIGITIZE 2019 - SSTUDIO MKT.png

# Participaram grandes nomes da Indústria do Esporte, entre eles:

  • ADIDAS AG – Dr Tim Janaway |SVP ADIDAS Outdoor
  • ADIDAS AG – Steffen Hack | Director Digital ADIDAS Outdoor
  • Microsoft, GSIC – Sebastian Lancestremere |President of the Global Sports Innovation Center
  • The Walt Disney Company – Thorsten Mühl |Director of Digital Marketing & CRM bei The Walt Disney Company
  • Asics – Jan Erik Kruse |Digital Community Manager EMEA ASICS
  • Pantone – Francesco Tomasello | Vice President Global sales PANTONE

ISPO DIGITIZE 2019 - 02.png

Foto: Messe Munchen GmBh

Parabéns a ISPO por constante busca de atualização e de prover a melhor informação com qualidade ao mercado mundial da Indústria do Esporte, com a presença de profissionais que são referência no seu nicho de mercado.

 

 

Categorias: Brasil, DIGITAIS, DIGITAL TRANSFORMATION, GSIC, INNOVATION, Inovação, ISPO, ISPO DIGITIZE, Marketing Esportivo, Ricardo Gomes Silva, SPORTS INDUSTRY, SSTUDIO Marketin & Entretenimento, SSTUDIO Marketing & Entretenimento, Uncategorized, WALT DISNEY | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Brasil Open 2018 é marcado por revelações jovens e maior público em cinco anos

No último domingo (4), aconteceu a final do Torneio Aberto do Brasil – ATP 250 – Brasil Open 2018. A edição contou com o seu segundo maior público da história, a premiação foi de aproximadamente 1,8 milhão de reais e compareceram 56 jogadores de 22 países.

Brasil-Open-1

(Imagem: Marcello Zambrana/DGW Comunicação)

À final, chegaram o italiano Fabio Fognini e a revelação chilena Nicolas Jarry, de 22 anos. Jarry foi considerado o melhor tenista chileno na temporada de 2017, alcançando a 61ª posição no ranking da ATP, e provou ser uma revelação promissora em seu desempenho durante o torneio. O chileno disputou as quartas de finais com Albert Ramos Viñolas, atual 24º no ranking, e a semifinal com Horacio Zeballos, 39º, sendo uma grande surpresa em um torneio cheio de grandes nomes.

Iniciou o jogo com grande imponência na quadra, sustentando-se muito bem contra o italiano e ganhando o primeiro set em pouco mais de vinte minutos. Ao longo da partida, porém, pareceu sofrer de certos deslizes e de cansaço, fato que Fognini soube aproveitar para se consolidar no último set que, mesmo assim, foi bem disputado. Jarry é de grande importância para o esporte no Chile, que há anos não via um tenista se posicionar dessa forma no cenário internacional.

Finalmente, Fognini conquistou a vitória, seu sexto título como profissional e primeiro no Brasil, o que o mantém como 19º no ranking da ATP, ao receber 250 pontos. Para tanto, Fábio derrotou Pablo Cuevas na semifinal, e quebrou a sequência de três títulos seguidos do uruguaio com certa facilidade, com o resultado 6/4 6/2 no sábado. Primeiro europeu a vencer em anos, Fognini confessou a superioridade de Jarry em um primeiro momento do jogo: “ele me venceu no primeiro set sem dúvida porque me superou em velocidade, me superou em saque (…) mas no final fico feliz porque sei que consegui algo que foi difícil”. E ainda complementou: “Jarry é um jogador jovem e ainda terá muitas oportunidades de jogar em torneios assim”. Além disso, destacou a inteligência do chileno em quadra por perceber a vantagem que teria jogando mais para dentro e com velocidade, algo que, segundo o próprio Fognini, o deixava em desvantagem pela agilidade do adversário.

O italiano disse que teve que persistir ao longo do jogo e esperar que Jarry caísse em algum aspecto, principalmente no saque, seu ponto forte. Esta é a sua nona final disputada no circuito, fato que também comentou: “Perdi muito mais finais do que ganhei. Então tenho que curtir, porque faz parte do esporte. Estou no top 20 e o objetivo é continuar trabalhando. Mas estou me sentindo bem na quadra, estou feliz, lutando, tentando.”

Ao ser questionado sobre suas experiências no Brasil, o jogador comentou se sentir muito bem jogando no país e em São Paulo, principalmente por sentir o apoio da plateia brasileira. Um jogador que não teve a mesma sorte foi Zeballos, que sofreu com uma torcida contrária a ele em todas as suas partidas, principalmente aquelas contra os brasileiros Bellucci e Rogerinho. Zeballos eliminou os dois e o experiente Gaël Monfils, chegando até a semifinal contra o jovem chileno, que o retirou do campeonato. Monfils, por outro lado, elogiou o jogo do argentino e sua ofensiva em quadra, ao mesmo tempo em que lamentou não poder continuar no torneio pela torcida brasileira.

E os brasileiros?

Apesar de nenhum brasileiro ter chegado até as semifinais nas simples, Rogerinho Dutra conseguiu uma vaga na chave de duplas ao lado do checo Roman Jebavý, mas perdendo para os argentinos Federico Delbonis e Maximo Gonzalez – campeões da edição 2018 – que André Sá e Thomaz Bellucci também enfrentaram. O que foi uma característica do torneio como um todo: vários jogadores brasileiros enfrentaram argentinos nas chaves de duplas e simples.

Começando pelo jovem de 17 anos, Thiago Wild, por exemplo, que enfrentou o veterano Carlos Berlocq e, apesar de não ter prosseguido para as oitavas, demonstrou ter um grande potencial e habilidade, se sustentando muito bem contra o argentino de 35 anos, mas decaindo no último set pelo que parecia ser uma dor na panturrilha.

A vitoriosa carreira de André Sá chegou ao fim com a derrota para os vizinhos, mas com grande marca na história do tênis brasileiro. Homenageado na quadra principal, o jogador se emocionou com toda a arquibancada usando máscaras com seu rosto, que foram distribuídas no Ginásio.

Mesmo assim, continuará treinando sua dupla, Thomaz Bellucci, que, apesar de ter mantido um ótimo jogo contra Zeballos, fragilizou-se após o segundo set e foi eliminado em sua estréia na chave de simples. Por outro lado, Rogerinho demonstrou grandes avanços no torneio como um todo, conquistado uma vaga nas quartas de final pela primeira vez na sua carreira, sendo o brasileiro que mais se destacou na edição deste ano. Apesar da forte torcida favorável, o brasileiro reconheceu a habilidade de Zeballos em alterar a dinâmica do jogo, comentando sobre um aumento de agressividade e melhoria nos saques, que garantiram sua vitória. De qualquer maneira, esse é o melhor resultado em um ATP que já conseguiu.

Em suma, a edição 2018 do Brasil Open contou com diversas surpresas relacionadas à dinâmica entre jogadores jovens e mais experientes. Os mais novos demonstraram consistência e habilidade e alguns dos nomes mais conhecidos e favoritos tiveram um desempenho fora do comum. Mesmo assim, provou-se a importância da experiência em quadra e a habilidade de dominar a dinâmica da partida, como feito por Fognini na final, destacando-se o essencial do quesito mental enquanto se joga. A edição no Ginásio do Ibirapuera contou com aproximadamente 42 mil espectadores, o que evidencia um aumento de interesse pelo público brasileiro no esporte e que se manteve presente ao longo de toda a semana.

Fonte: Arquibancada

Categorias: Albert Ramos Viñolas, André Sá, atp, atp 250, Brasil, Brasil Open, Brasil Open de Tenis, Fabio Fognini, Ginásio do Ibirapuera, Horacio Zeballos, Maximo Gonzalez, Pablo Cuevas, Rogério Dutra Silva, Roman Jebavý, SSTUDIO Marketing & Entretenimento, tênis, Tênis Brasileiro, Thiago Wild, Thomaz Bellucci, Uncategorized | Tags: , , , , , , | Deixe um comentário

Brasil Open 2018 tem 2º maior público da história do torneio

O Brasil Open 2018, torneio mais tradicional do país distribui mais de R$ 1,8 milhão de premiação e atrai mais de 42 mil espectadores.

332459_770486_39702836355_327fbd3593_o

Marcello Zambrana/DGW Comunicação

O Torneio Aberto do Brasil – ATP 250 – Brasil Open 2018 foi sucesso de público no retorno ao Ginásio do Ibirapuera. O evento teve mais de 42 mil espectadores, segunda maior marca das 18 edições realizadas, perdendo apenas para 2013, quando o espanhol Rafael Nadal foi o campeão.

A premiação em 2018 foi de US$ 582.870, mais de R$ 1,8 milhão de reais. Os 56 jogadores de 22 países usaram mais de 5.000 bolas e disputaram 54 partidas nas duas quadras do Ibirapuera. Fora das quadras, o Brasil Open teve mais de 40 horas de transmissão pelos canais Fox Sports e Bandsports e nas televisões abertas TV Gazeta e TV Brasil e e recebeu 163 jornalistas credenciados.

“Foi o melhor Brasil Open de todos. Foi um baita público, só perdemos para quando veio o Nadal. Mesmo sem ter brasileiros no fim de semana. Isso demonstra a evolução do tênis no país. O brasileiro gosta de tênis, entende um pouco mais do esporte”, comentou Roberto Marcher, diretor do Brasil Open.

Confira os principais números do Brasil Open 2018:

– 42.548 espectadores (capacidade do Ginásio do Ibirapuera: 9.000)

– 5.184 bolas Wilson utilizadas pela organização;

– 630 toalhas utilizadas pelos jogadores;

– 22 mil garrafas de água;

– 12.600 kg de gelo;

– 1.200 garrafas de isotônicos fornecidas aos jogadores;

– 5.000 refeições para jogadores e staff;

– 5 dúzias de bananas por dia para os jogadores;

– 54 jogos (27 simples chave principal, 15 de duplas, 12 de qualifying);

– 56 jogadores no total;

– 22 países representados: Alemanha, Argentina, Áustria, Belarus, Brasil, Chile, Croácia, Espanha, Estados Unidos, Equador, França, Holanda, Itália, Mônaco, Nova Zelândia, Peru, Portugal, República Dominicana, República Tcheca, Rússia, Sérvia e Uruguai.

– 52 árbitros (1 supervisor, 1 referee, 1 referee do qualifying, 2 chiefs, 7 árbitros de cadeira e 40 juízes de linha)

– 20 boleiros e 1 chefe de boleiros;

– Mais de 40 horas de transmissão na Fox Sports 2, Bandsports, TV Gazeta e TV Brasil;

– 57 veículos e 163 jornalistas credenciados;

– US$ 582,870 de premiação (cerca de R$ 1,8 milhão). O campeão de simples Fabio Fognini levou US$ 92.085 (cerca de R$ 302 mil).

 

Categorias: atp, atp 250, Brasil Open, Brasil Open de Tenis, Ginásio do Ibirapuera, SSTUDIO Marketing & Entretenimento, Tênis Brasileiro, TenisBrasil, Uncategorized | Deixe um comentário

Fognini vira sobre Jarry e leva o Brasil Open. Argentinos vencem nas duplas

Em sua nona tentativa, italiano fatura o título do ATP 250 de São Paulo e afasta zebra chilena. Federico Delbonis e Maximo Gonzalez batem holandês e neozelandês para levar duplas

40574969412-a0c9def49e-k.jpg

A zebra até ameaçou dar as caras no ginásio do Ibirapuera neste domingo. O azarão Nicolas Jarry começou muito bem, mas Fabio Fognini confirmou o favoritismo e conquistou o título do Brasil Open. Cabeça de chave número 2, o italiano precisou arrancar uma virada para erguer a taça do ATP 250 de São Paulo – parciais de 1/6, 6/1 e 6/4 em 1h33min. Na disputa de duplas, melhor para os argentinos Federico Delbonis e Maximo Gonzalez, que bateram o holandês Wesley Koolhof e o neozelandês Artem Sitak por 2 a 0, parciais de 6/4 e 6/2.

Número 20 do mundo, Fognini conquistou pela primeira vez o Brasil Open em sua nona tentativa. Perdeu apenas um set em todo o torneio, se tornando campeão com autoridade e eliminado na semifinal o uruguaio Pablo Cuevas, que havia vencido as três últimas edições em São Paulo.

O italiano de 30 anos agora tem seis títulos no Circuito Mundial da ATP em 15 finais. A última taça havia sido a do ATP 250 de Gstaad, na Suíça, em julho do ano passado.

Jarry não levou o título, mas sai fortalecido dos torneios no Brasil. Depois de surpreender com uma semifinal no Rio Open, o tenista de apenas 22 anos deu mais um passo chegando à sua primeira final de um torneio da ATP. Ele quebrou um jejum para o Chile, que não decidia um torneio da ATP há nove anos, desde que Fernando Gonzalez faturou o título de Viña del Mar, em 2009. Número 73 do mundo, Jarry vai saltar no ranking.

40574079562_a0dfbc3dfd_k

Nicolas Jarry no Brasil Open (Foto: Gaspar Nóbrega/DGW Comunicação)

O chileno sacou muito bem no primeiro set e surpreendeu o Fognini para vencer por 6/1. O italiano manteve a calma e deu o troco no segundo set, aproveitando o momento de baixa no saque de Jarry: 6/1. O terceiro set foi mais equilibrado, com quebras de serviço para os dois lados. Na reta final, a experiência de Fognini pesou: 6/4.

Fonte: Globo Esporte

Categorias: atp, atp 250, Brasil, Brasil Open, Brasil Open de Tenis, Fabio Fognini, Ginásio do Ibitapuera, Nicolas Jarry, São Paulo, SSTUDIO Marketing & Entretenimento, tênis, Tênis Brasileiro, Uncategorized | Tags: , , , , , , , | Deixe um comentário

Delbonis estreia com vitória tranquila sobre espanhol no Brasil Open

Campeão em 2014, argentino derrotou Roberto Carballes Baena em sets diretos

delbonis-bob-br-open-r1-2790871434

Federico bate forehand (Foto: Marcello Zambrana/DGW Comunicação)

Nesta segunda-feira (26), teve início a 18ª edição do Brasil Open, oATP 250 de São Paulo. Jogando nas quadras do Ginásio do Ibirapuera, no centro da capital paulista, o cabeça de chave número oito do torneio – Federico Delbonis da Argentina – estreou na competição.

Diante do espanhol Roberto Carballes Baena – 79º colocado no ranking da ATP – o argentino anotou o placar de dois sets a zero, com parciais de 6/4 e 6/4, em uma hora e 40 minutos, para garantir sua primeira vitória no torneio.

Na próxima rodada, Delbonis encara o veterano espanhol Guillermo Garcia Lopez – número 67 do mundo – que venceu, nesta segunda, o austríaco Gerald Melzer – 109º no ranking mundial – por dois sets a um, com parciais de 6/4 3/6 e 6/3, em duas horas e quatro minutos.

O último campeão antes da hegemonia do uruguaio Pablo Cuevas em São Paulo, Delbonis tem um ótimo saque e um poderoso forehand. Ex-top 35, o argentino pode surpreender se estiver em uma boa semana.

Resumo da partida

O jogo começou disputado, com ambos tenistas confirmando seus games de serviço com certa tranquilidade. O primeiro game mais disputado ocorreu apenas no 2/3, quando o espanhol sacava. Depois de um início ruim, recuperou-se para salvar três break points e confirmar seu saque. No entanto, quatro games depois, quando sacava novamente para empatar em 5/5, sentiu a pressão. Aproveitando o momento, Delbonis conseguiu a quebra para levar o primeiro set por 6/4.

A segunda parcial, por outro lado, foi marcada pela instabilidade em ambos os lados. Depois de evitar uma quebra no começo, Carballes Baena ganhou confiança e ameaçou o adversário, tendo dois break points a seu favor. Reagindo, o argentino salvou as quebras e manteve seu saque. Novamente, quando o espanhol sacava em 4/5, Federico cresceu na partida, conseguiu ótimas devoluções e fechou o set por 6/4.

Fonte: VAVEL.

Categorias: atp, atp 250, Brasil, Brasil Open, Brasil Open de Tenis, Federico Delbonis, Ginásio do Ibirapuera, Pablo Cuevas, Roberto Carballes Baena, SSTUDIO Marketing & Entretenimento, Tênis Brasileiro, Uncategorized | Tags: , , , , | Deixe um comentário

2º lote de ingressos à venda para o Brasil Open

Começa a ser vendido nesta quarta-feira o 2o. lote de ingressos com valores promocionais para o Torneio Aberto do Brasil – ATP 250 – Brasil Open 2018. Os ingressos estão disponíveis para venda no site: http://premier.ticketsforfun. com.br/shows/show.aspx?sh= BRASOUB18.

monfilsaus18med2.jpg

Confira os valores promocionais do 2o. lote:

Dias 26 e 27 de fevereiro (segunda e terça, por dia):

Cadeira Superior – R$ 25,00 / R$ 12,50 (meia-entrada)

Cadeira Inferior Lateral – R$ 50,00 / R$ 25,00 (meia-entrada)

Cadeira Inferior Fundo de Quadra – R$ 60,00 / R$ 30,00 (meia-entrada)

Dia 28 de fevereiro e 1 de março (quarta e quinta, por dia)

Cadeira Superior – R$ 35,00 / R$ 17,50 (meia-entrada)

Cadeira Inferior Lateral – R$ 70,00 / R$ 35,00 (meia-entrada)

Cadeira Inferior Fundo de Quadra – R$ 80,00 / R$ 40,00 (meia-entrada)

Dia 2 de março (sexta)

Cadeira Superior – R$ 40,00 / R$ 20,00 (meia-entrada)

Cadeira Inferior Lateral – R$ 105,00 / R$ 52,50 (meia-entrada)

Cadeira Inferior Fundo de Quadra – R$ 130,00 / R$ 65,00 (meia-entrada)

Dia 3 de março (sábado) – Semifinais de simples e final de duplas

Cadeira Superior – R$ 60,00 / R$ 30,00 (meia-entrada)

Cadeira Inferior Lateral – R$ 160,00 / R$ 80,00 (meia-entrada)

Cadeira Inferior Fundo de Quadra – R$ 200,00 / R$ 100,00 (meia-entrada)

Dia 4 de março (domingo) – Final de simples

Cadeira Superior – R$ 80,00 / R$ 40,00 (meia-entrada)

Cadeira Inferior Lateral – R$ 230,00 / R$ 115,00 (meia-entrada)

Cadeira Inferior Fundo de Quadra – R$ 260,00 / R$ 130,00 (meia-entrada)

Pacote semifinais e finais (3 e 4 de março)

Cadeira Superior – R$ 125,00 / R$ 62,50 (meia-entrada)

Cadeira Inferior Lateral – R$ 350,00 / R$ 175,00 (meia-entrada)

Cadeira Inferior Fundo de Quadra – R$ 410,00 / R$ 205,00 (meia-entrada)

Pacote para todos os dias (26 de fevereiro a 4 de março)

Cadeira Superior – R$ 240,00 / R$ 120,00 (meia-entrada)

Cadeira Inferior Lateral – R$ 600,00 / R$ 300,00 (meia-entrada)

Cadeira Inferior Fundo de Quadra – R$ 700,00 / R$ 350,00 (meia-entrada)

 

Categorias: atp, atp 250, Brasil, Brasil Open, Brasil Open de Tenis, Gael Monfils, Ginásio do Ibirapuera, São Paulo, SSTUDIO Marketing & Entretenimento, Tênis Brasileiro, Uncategorized | Deixe um comentário

Brasil Open 2018 terá workshop durante o torneio

Workshop Brasil Open 2018 será ministrado por Daniel Orsanic, capitão argentino da Copa Davis, e pelo prof. dr. Ludgero Braga Neto, nos dias 3 e 4 de março, no Ginásio do Ibirapuera. Inscrições abertas

São Paulo – Paralelamente ao Torneio Aberto do Brasil – ATP 250 – Brasil Open 2018 será realizado um workshop, ministrado por Daniel Orsanic, capitão da equipe argentina da Copa Davis (campeão em 2016), e pelo prof.dr. Ludgero Braga Neto, Ph.D. em Biomecânica, com participação especial de Roberto Marcher, diretor do Brasil Open, e organização de Aldo Brandão e Marcelo Pereira.

O Workshop Brasil Open 2018 acontecerá nos dias 3 e 4 de março, também no Ginásio do Ibirapuera, e é aberto a todas as pessoas interessadas em tênis, como técnicos, professores, jogadores e amantes da modalidade.

As palestras serão práticas e ministradas em quadra. Os participantes, além de certificado de conclusão, irão ganhar um ingresso do Brasil Open 2018 para sábado e domingo (dias 3 e 4, semifinais e finais), camisetas, kits (brindes) e participarão de um sorteio de quatro credenciais com acesso aos jogos e à Área Vip do Brasil Open (sábado e domingo) e quatro livros do técnico Daniel Orsanic (Así Ganamos la Davis).

As inscrições já estão abertas. Mais informações com Aldo Brandão (Batata) – cel. 11 95800-9183.

Categorias: atp, atp 250, Brasil Open, Brasil Open de Tenis, Ginásio do Ibirapuera, SSTUDIO Marketing & Entretenimento, Tênis Brasileiro, Uncategorized | Deixe um comentário

FÓRUM SPORTS BUSINESS EM SÃO PAULO MOSTROU OS AVANÇOS NO PAÍS ENTRE ESPORTES E NEGÓCIOS

Sports Business 2017.pngO Brasil caminha a passos largos no desenvolvimento dos esportes, alavancado pelos negócios e benefícios sociais que proporciona. Essa é a síntese do 1º Fórum Nacional Sports Business realizado esta semana no Hotel Maksoud Plaza,onde empresários e esportistas debateram em 11 painéis, que reuniram aproximadamente 30 palestrantes, as propostas que unem os dois segmentos: esportes e negócios.

IMG_6840

Cesar Roberdo Leão Graniere ( Fenaclubs ), Victor Hajjar ( Fiesp – Diretor de Esportes ), Soriedem ( Fiesp ) Alessandro Vieira ( Soccer Grass ), Sergio Shildt ( Recoma ) – Foto: Rick Sil

IMG_6864

Edson Gomes ( Soccer Grass ) – Foto: Rick Sil

Ações inovadoras estão sendo implantadas em todo o país, como explicou Sérgio Schildt, presidente da RECOMA, como as piscinas populares semiolímpicas  (25m x 20m) que sua empresa constrói, em módulos de fibra de vidro e entrega funcionando em uma semana, com tubulações, filtros e demais acessórios. “Muitas pessoas morrem por ano por não saberem nadar e hoje é praticamente impossível aprender, porque a balneabilidade das cidades está ruim, com rios e praias poluídas. Essas piscinas tem baixo custo, geram empregos e garantem lazer e saúde para a população. A política é oferecer a prática do esporte não só a atletas de alto rendimento, mas que também podem surgir nesses espaços”, diz Shildt.

IMG_6868

Luisa Xavier ( Win Arquitetura Esportiva ), Renato Cordano ( CBDA ), Sérgio Schildt ( Recoma & Abriesp ) & Paulo Felix ( Fluidra ) – Foto: Rick Sil

Raquel Viel, atleta paralímpica, patrocinada pela RECOMA, foi apresentada pela empresa como um exemplo de superação. Ela explicou como venceu há um ano um câncer de mama, os efeitos da quimioterapia, e com apenas 10% de visão desde o nascimento conquistou a medalha de bronze no Paralímpico Mundial no México, no dia 2 de dezembro último. “Tudo começou a mudar na minha vida por causa do esporte. Minha mãe me colocou para nadar aos 9 anos, para superar as barreiras físicas, e isso sempre me deu muita força. Depois do Paralímpico no Rio 2016, fui diagnosticada com a doença e passei por momentos difíceis no tratamento e suas sequelas, mas sempre acreditei que daria certo. Nesse tempo minha mãe morreu de câncer. Ganhar a medalha de bronze no México para mim foi medalha de ouro, pela nova oportunidade de viver”, disse a atleta, de 34 anos. Os componentes do painel onde ela participava e toda a platéia ficaram em pé batendo palmas por cerca de três minutos.

IMG_6883

Paulo Felix ( Fluidra Brasil ) & Raquel Viel ( Atleta Paralimpica ) – Foto: Rick Sil

As estruturas móveis – Fast Field -, em grama sintética, desenvolvidas pela Soccer Grass, são hoje uma solução moderna e rápida, quando se fala em quadra multiuso móvel, explicou Alessandro Oliveira, presidente da empresa.

IMG_6852

Victor Hajjar ( Fiesp ), Dr. Joaquim Grava & Alessandro Oliveira ( Soccer Grass ) – Foto: Rick Sil

Outra iniciativa da empresa é o basquete 3×3, agora esporte olímpico, que está em grande desenvolvimento no país por ser um esporte rápido, dinâmico e muito competitivo, com três jogadores por equipe, que jogam em meia quadra em direção a uma única tabela pela equipe que tem a posse de bola. O Brasil ocupa a 8ª posição no ranking mundial e o  atleta Luiz Felipe Soriani, nº 1 do ranking brasileiro e 64º do mundo, diz que o esporte vai crescer muito com o Circuito Brasileiro de 2018.

IMG_6885

Ricardo Trade ( CBB ), Sérgio Schildt ( Recoma & Abriesp ), Luis Marques ( Sesi ) & o atleta Luis Felipe Soriane ( 1 do Ranking Brasileiro ) – Foto: Rick Sil

Empresas diversas apresentaram seus projetos atuais, como o representante do SESI, Luiz Cláudio Marques, que falou do trabalho desenvolvido pela instituição nas suas 54 unidades: “Temos 160 escolas, 151 quadras, 47 piscinas, 53 ginásios, realizamos os Jogos Abertos do SESI e, no total, o SESI atende 350 mil usuários. Em todas as nossas atividades o fundamento é a pedagogia do exemplo”, disse ao relatar os diversos programas desenvolvidos pela instituição.

IMG_6860

Luiz Claudio Marques ( Sesi ) & Edson Gomes ( Soccer Grass ) – Foto: Rick Sil

IMG_6857

Luiz Claudio Marques ( Sesi )- Foto: Rick Sil

Financiamento, emendas parlamentares e Leis de Incentivo foram temas que abordaram como obter recursos para investimentos em construções esportivas.

Todas as propostas do Sports Business foram baseadas no conceito moderno de cidades inteligentes, orientadas por uma moderna metodologia chamada de “espaço esportivo inteligente”.

A realização do evento foi da ABRAPEFE – Associação Brasileira dos Profissionais de Educação Física e Esporte e Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, em parceria com inúmeras entidades, contando com o apoio de empresas do setor, como RECOMA, Soccer Grass, CREF4/SP e SStudio Marketing.

IMG_6865

Foto: Rick Sil

Categorias: 3x3, CBB, CBDA, Congresso, ESPORTE, Fórum, FIESP, Fluidra, Hotel Maksoud, Instalações Esportivas, Leis de Incentivo, Marketing Esportivo, Material Esportivo, Mega eventos, Natação, Piscinas, Recoma, Secretaria Municipal de Esportes, SEME, Sesi, Soccer Grass, Sports Business, Sports Business Congress, SSTUDIO Marketin & Entretenimento, SSTUDIO Marketing & Entretenimento, Uncategorized, Win Arquitetura Esportiva | Deixe um comentário

Cadeia produtiva do Desporto precisa estar preparada para grandes eventos, diz Mario Frugiuele

banner_sportbusiness_728x90px

Coordenador do Comitê da Cadeia Produtiva do Desporto participa da cerimônia de abertura do Sports Business

Juan Saavedra, Agência Indusnet Fiesp

Depois de participar da abertura da 29ª edição do Sports Business, o coordenador do Comitê da Cadeia Produtiva do Desporto (Code) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Mario Frugiuele, disse na manhã desta terça-feira (02/12), no hotel Maksoud Plaza, que as indústrias da cadeia precisam estar preparadas diante dos grandes eventos esportivos na agenda do país – entre eles, os Jogos Olímpicos Rio-2016 e a Universíades de Brasília 2019.

É um mercado muito forte, muito transversal, amplo, mas [a indústria] precisa estar com nível internacional. A competição não é fácil, é dura, mas o Brasil tem muito que andar nesse sentido de inovação, na qualidade. Uma vez que essas empresas brasileiras continuem nesse desenvolvimento, vamos adquirir mais competitividade e vamos conseguir fazer melhores negócios. O mercado é gigante”, afirmou Frugiuele.

29. Sport Business

Mario Frugiuele, coordenador do Comitê do Desporto da Fiesp: câmara setorial vai ajudar muito. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

Em sua fala no evento, Frugiuele disse colocou o comitê à disposição dos diversos atores da cadeia produtiva. “A Fiesp, através da ideia do presidente Paulo Skaf, instituiu o Comitê da Cadeia Produtiva da Indústria do Deporto. Esse comitê vem trabalhando pelo desporto ao lado de autoridades federais, estaduais e municipais”, disse Frugiuele.

De acordo com o diretor da Fiesp, a expectativa é que a câmara setorial criada recentemente – um dos assentos é da Fiesp – possa ter bons resultados a partir de 2015.  “Essa câmara vai ajudar muito porque junta a iniciativa privada, três ministérios importantes (Esporte; Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior; e Relações Exteriores).”

“O evento é muito dinâmico, muito aberto por conta de todos os interesses. Estamos ajudando para que isso dê certo, para que a indústria nacional possa se aparelhar melhor.”

O Sports Business prossegue até quinta-feira (04/12) no Maksoud Plaza, reunindo representantes das áreas da Indústria, do Turismo, da Educação e do Esporte, das três esferas de governo (federal, estadual e municipal), empresários, patrocinadores, agências de propaganda, de marketing esportivo, turismo, veículos de mídia, entidades de classe, federações esportivas, atletas, gestores públicos, gestores de academias, profissionais de educação física e saúde, fornecedores de serviços e profissionais liberais, todos referências em suas áreas de atuação.

Maurício Fernandez, coordenador adjunto do Code/Fiesp e presidente da Associação Brasileira da Indústria do Esporte (Abriesp), explicou que o objetivo do evento é promover uma integração entre profissionais, setor público  e indústria em geral.

“Que eles se encontrem, que tenham oportunidade nesse evento que é multipolivalente de interagir, trocar cartão, conversar, e juntos possamos conseguir nossas metas e nossos objetivos, que estão estabelecidos de forma muito clara tanto pelo Code como pela Abriesp: redução de imposto, aumentar a sensibilização e a capacitação do empresário para ter acesso a mais verbas e conseguir que haja essa capilarização do dinheiro.”

A cerimônia de abertura do evento contou com a presença de Celso Jatene, secretário de Esportes, Lazer e Recreação na Cidade de São Paulo; Clóvis Volpi, secretário adjunto da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude do Estado de São Paulo; e do ministro Vilmar Coutinho, representando o ministro Aldo Rebelo, do Ministério do Esporte, além do deputado federal Arnaldo Faria de Sá (SP), entre outras autoridades.

Categorias: 2014, ESPORTE, Sports Business, SSTUDIO Marketing & Entretenimento | Tags: , , | Deixe um comentário

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.