Posts Marcados Com: Gary Pluchino

LEI DE INCENTIVO E RUMOS DO ESPORTE NACIONAL, TEMAS DO ÚLTIMO DIA DO SPORTS BUSINESS 2011

Palestrantes abordam legado dos megaeventos no País e esperam consolidar uma política desportiva com mais investimentos

São Paulo (SP) – O Sports Business 2011 terminou nesta sexta-feira (19) abordando a redução fiscal para o esporte nacional como ferramenta de desenvolvimento. Outro ponto destacado pelos profissionais e autoridades do setor foi o legado que os megaeventos deixarão para o País. Só a Olimpíada, por exemplo, deve gerar impacto de U$ 51 bilhões, segundo o Governo Federal.

Durante os três dias de evento, no Palácio de Convenções do Anhembi em São Paulo, especialistas de diversas áreas da cadeia produtiva do esporte apresentaram cases de sucesso.

“As palestras foram importantes para gestores e representantes públicos definirem estratégias para fomentar o esporte no País. Mostramos o que poderá ter no Brasil nos anos de 2014 e 2016. O objetivo agora é tentar adaptar as melhores soluções com o jeito brasileiro”, disse Ricardo Gomes Silva, CEO da SSTUDIO Marketing & Entretenimento e mediador do Sports Business.


O debate sobre patrocínio e lei de incentivo fechou com grande estilo o evento, apontado como um dos principais da América Latina. A medida de redução fiscal mais utilizada pelos gestores é a legislação federal, que já injetou R$ 430 milhões nas modalidades desde 2008.

“A lei ajuda a consolidar o direito à pratica esportiva e fomenta as modalidades. O cenário é favorável e os empresários estão cada vez mais atuantes e agregando suas marcas e identidades ao desporto”, contou Ricardo Capelli, diretor do Ministério do Esporte.

O evento também foi palco da oitava e última etapa do Congresso Estadual de Lei de Incentivo, Gestão e Marketing. As palestras finais do cronograma foram de Adriano Gelli, proprietário da Sportlink, Florian Weingaitner, diretor da Front and Consulting, Luis Eduardo Pinheiro Lima, consultor do E.C. Pinheiros, Silva de Queirós, coordenadora da Lei Paulista de Incentivo ao Esporte, Sérgio Schildt, presidente da Recoma, José Messina, especialista em captação de recursos e Marcelo Rezende, sócio diretor da MRZD Consultoria Esportiva.

Evento começou com proposta de lei e palestras sobre Copa 2014 e Rio-2016 –Durante o primeiro dia do Sports Business, autoridades dos governos municipal e estadual prometeram levar adiante uma proposta de Lei de Incentivo Fiscal para o Esporte na cidade de São Paulo.

A proposta é voltada para empresas que apoiam o desporto na capital paulista e tem como base a renúncia fiscal de ISS e IPTU, seguindo os mesmo moldes da legislação federal e estadual já existentes.

Além disso, as palestras do congresso discutiram o desenvolvimento previsto para o Brasil com a realização da Copa 2014 e das Olimpíadas de 2016. Os painéis foram destinados aos preparativos do governo para receber os dois maiores eventos do calendário esportivo mundial.

Já as palestras do segundo painel focaram planejamento e serviços para os megaeventos. Gabriele Muraglia, diretor geral da Aggreko International, falou sobre energias temporárias durante os megaeventos.

Waldir Peres, superintendente da Agência Metropolitana de Transportes Urbanos do Rio de Janeiro, explicou como será a infraestrutura urbana para os Jogos de 2016.

Marketing esportivo domina segundo dia – Gary Pluchino – vice-presidente sênior da IMG, e Mike de Vries – consultor de comunicação e criador do Land of Ideas (Copa da Alemanha 2006). Duas autoridades reconhecidas internacionalmente nos painéis de quinta-feira(18) para salientar a importância da troca de experiências entre gestores para que o País aprenda com os erros e acertos de eventos passados.

“Todos devem estar envolvidos nesse processo de sediar um evento importante. Por isso, um congresso como o Sports Business é fundamental para a capacitação dos gestores”, contou Gary Pluchino, que participou dos últimos 10 Jogos Olímpicos (verão e inverno) e é especialista em marketing olímpico.

Além da presença internacional, Antônio Zambeli, diretor de marketing do grupo Seara/Marfrig, falou sobre as ações da empresa – que patrocina o Santos, a Fifa e a seleção brasileira – e mostrou como o esporte pode ser uma excelente ferramenta de marketing para as corporações.

Fitness também foi atração no Sports Business- Foi lançado no Sports Business o Gym X, um evento inédito promovido pela Federação Paulista de Esportes & Fitness (FPEFIT).

O Gym X é uma competição entre academias cujo objetivo é integrar academias e alunos, contribuindo para que a frequência desses alunos aumente. Para isso, dez academias da cidade de São Paulo vieram ao Sports Business nos dias 18 e 19 para conhecer melhor o projeto, regulamento e capacitar profissionais para validarem as provas. Depois dessa etapa, elas se preparam para a bateria de testes. A grande final será entre final de novembro e começo de dezembro.

Além do Gym X, foram realizadas duas aulas inaugurais dos cursos de capacitação para profissionais do mercado de fitness, promovidas pela R&V eventos. A aulas são o início de um curso de 60h horas que objetiva reciclar os profissionais da área. O curso terá oito módulos e será finalizado em dezembro.

IAKS LAC – Ainda no Sports Business foi lançada a segunda edição do Prêmio da IAKS Secção Latino Americana e Caribe, concurso de arquitetura de instalações esportivas. O prêmio, que ocorre a cada dois anos, busca reconhecer os profissionais do segmento, apresentar soluções diferenciadas e é uma oportunidade para os brasileiros mostrarem sua criatividade.

Os interessados em participar devem entrar em contato com o arquiteto Alfredo Moreira Quirós, secretário geral da IAKS LAC, pelo e-mail:
alfredo13mg@gmail.com

Sports Biz Quem participou do Sports Business também teve contato com a Sport Biz. A feira, que contou com 17 estandes, reuniu expositores dos principais setores do mercado, como infraestrutura, equipamentos, acessórios, serviços, entre outros. Destaque para um mini campo de golfe, esporte que fará parte do calendário olímpico em 2016.

“A feira surge em um cenário aquecido, que prevê novas instalações, reestruturações e uma infraestrutura mais criteriosa. A ideia é abrigar com excelência as competições. Esse é o momento ideal de fomentar todos os órgãos envolvidos para iniciar a realização de projetos e não perder oportunidades”, afirmou Maurício Fernandez, presidente da Abriesp.

O Sports Business é uma realização da Federação Paulista de Esportes e Fitness (FPEFIT), coordenação da Associação Brasileira da Indústria do Esporte (ABRIESP), com patrocínio da Hyundai, CAOA e Gemalto, apoio do Parque Anhembi, Getty Images Latin America, Instituto Illuminatus, All Tasks, São Paulo Convention & Visitors Bureau, CNTUR, CEBRASSE, Confederação Brasileira de Clubes, Conselho Regional de Educação Física da 4ª Região – SP, Look Cultural, Organização Nacional das Entidades do Desporto, SINPEFESP e Associação Internacional para Instalações Esportivas e Recreativas – Seção América Latina e Caribe, parceria governamental com Ministério do Esporte, Lei de Incentivo ao Esporte, Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude do Estado de São Paulo, media partner ESPN e Major Events International, empresas associadas GMF Promoções, MRZD – Consultoria Esportiva e SStudio Marketing & Entretenimento.

Mais informações: www.sportsbusiness.com.br

Anúncios
Categorias: América Latina, Anhembi, Antonio Zambelli, Arquitetura, Brasil, Caoa, CEBRASSE, cidade, CNTUR, Copa do Mundo, Educação Fisica, Entretenimento, Futebol, Gemalto, Getty Image, Getty Images, Gilmar Tadeu, Grupo Seara, Hyundai, IAKS, IAKS LAC, IMG, Instalações Esportivas, Jogos Olimpicos, Land Of Ideas, Lei de Incentivo ao esporte, Mafrig, Marketing Esportivo, Material Esportivo, Mega eventos, Mike de Vries, Ministério do Esporte, Palácio das Convenções do Anhembi, RIO 2016, Rio de Janeiro, São Paulo, SINAENCO, SSTUDIO Marketing & Entretenimento, Turismo, ZDL | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

MEGAEVENTOS ESPORTIVOS AJUDAM A DIVULGAR MODALIDADES POUCO CONHECIDAS NO PAÍS


Segundo palestrante do Sports Business, modalidades menos expressivas podem ganhar espaço na mídia

São Paulo (SP) – “Não é novidade que o futebol é o esporte favorito do brasileiro. Todavia, além de sediar uma Copa do Mundo, o País receberá os Jogos Olímpicos. Com isso, modalidades menos conhecidas e não privilegiadas pela mídia podem ganhar um espaço importante”. É o que afirma Ricardo Silva Gomes, CEO da SStudio & Entretenimento.

Segundo Ricardo Silva, modalidades como atletismo, judô, vela, ginástica, natação, entre outras do programa olímpico, ganham mais visibilidade e assim conquistam novos adeptos. “Os Jogos Olímpicos são um importante instrumento de integração da população com o esporte, especialmente para as crianças e jovens. Com a variedade de modalidades presentes e a cultura esportiva em alta, a prática esportiva das modalidades ‘não convencionais’ torna-se mais interessante”, acrescenta o especialista.

Além disso, o êxito de atletas brasileiros nesses esportes gera espaço na mídia e na lembrança da população. “Bons resultados durante a preparação para os Jogos fazem surgir novos ídolos e isso certamente contribui para atrair novos praticantes. A figura do ídolo motiva”, ressalta Ricardo Silva.

Contudo, não é só a população que ganha com prática de novas modalidades. Elas também se fortalecem com a maior visibilidade na mídia. “Esse é o momento ideal para que as modalidades consideradas ‘menores’ consigam apoio e patrocínio”, analisa Ricardo Silva.

Empresas grandes já estão apostando na geração que brigará por medalha no Rio de Janeiro, em 2016. O Bradesco, por exemplo, selou até o momento parceria com seis confederações (basquete, esportes aquáticos, judô, remo, rugby e vela). A Petrobras está apoiando cinco entidades (boxe, esgrima, taekwondo, remo e levantamento de peso). Tanto empresas estatais como grandes marcas privadas ganham credibilidade com o público alvo ao tomar essa iniciativa. Isso contribui para que o esporte no geral cresça em todo País.

Neste sentido, o Sports Business, um dos maiores encontros de negócios do esporte da América Latina, mostra-se o espaço ideal para debater os rumos do esporte no Brasil para os próximos anos. “Os temas são extremamente pertinentes ao momento do País e da indústria esportiva nacionais. Promovendo a troca de experiências e a reunindo os principais profissionais do mercado pode-se otimizar os ganhos em todos os aspectos”, comenta Ricardo Silva, que também é mediador e responsável pelo conteúdo do evento.

Sobre o Sports Business 2011 – O congresso chega à sua 28ª edição em 2011. O Sports Business está marcado para os dias 17,18 e 19 de agosto, no Palácio das Convenções do Anhembi em São Paulo e terá a participação dos maiores profissionais do mercado esportivo mundial.

Dividido em quatro temas centrais o Sports Business apresentará demandas, estratégias e cases de sucessos atuais dos principais líderes e profissionais do esporte mundial sobre importantes segmentos do mercado como:

• Infraestrutura e Instalações;
• Turismo Esportivo;
• Materiais e Equipamentos;
• Marketing Esportivo.

Além disso, a programação conta com encontros reservados, reuniões e rodadas de negócios. Farão parte da programação desta edição grandes nomes do mercado esportivo.

Especialistas nacionais e internacionais são destaque – O congresso terá dois painéis diários, que contarão com a presença de especialistas renomados em suas áreas de atuação. Casos do norte-americano Gary Pluchino, que participou dos últimos 10 Jogos Olímpicos (Verão e Inverno) e ficou reconhecido pelo chamado “marketing olímpico”, e do alemão Mike de Vries, especialista em marcas e criador do projeto “Germany – Land of Ideas (Alemanha – Terra das Ideias)”, uma iniciativa de marketing nacional feita para a Copa de 2006.

Entre os brasileiros, destaque para as palestras de Ricardo Leyser Gonçalves, secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento no Ministério do Esporte; Antonio Zambelli, diretor de marketing do Grupo Seara/Marfrig; e Bernardo Carvalho, diretor executivo do Instituto Rio 2014/2016.

Serviço: 
28ª Sports Business – Maior Encontro de Negócios do Esporte da América Latina
17 a 19 de Agosto de 2011
Palácio das Convenções do Anhembi – São Paulo-SP

O Sports Business é uma realização da Federação Paulista de Esportes e Fitness (FPEFIT), coordenação da Associação Brasileira da Indústria do Esporte (ABRIESP), com patrocínio da Hyundai, CAOA e Gemalto, apoio do Parque Anhembi, Getty Images Latin America, Instituto Illuminatus, All Tasks, São Paulo Convention & Visitors Bureau, CNTUR, CEBRASSE, Confederação Brasileira de Clubes, Conselho Regional de Educação Física da 4ª Região – SP, Look Cultural, Organização Nacional das Entidades do Desporto, SINPEFESP e Associação Internacional para Instalações Esportivas e Recreativas – Seção América Latina e Caribe, parceria governamental com Ministério do Esporte, Lei de Incentivo ao Esporte, Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude do Estado de São Paulo, media partner ESPN e Major Events International, empresas associadas GMF Promoções, MRZD – Consultoria Esportiva e SStudio Marketing & Entretenimento.

Mais informações: www.sportsbusiness.com.br ou pelo telefone (11) 3871-4343 / 3283-3326

Categorias: América Latina, Copa do Mundo, ESPN, Gemalto, Getty Images, IMG, Infraestrutura, Jogos Olimpicos, Land Of Ideas, Marketing Esportivo, Mike de Vries, Palácio das Convenções do Anhembi, Recoma, Ricardo Gomes Silva, Ricardo Leyser, RIO 2016, Rio de Janeiro, São Paulo, SINAENCO, Sports Business Congress, SSTUDIO Marketing & Entretenimento, Turismo | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Blog no WordPress.com.