Posts Marcados Com: Tênis

Fognini vira sobre Jarry e leva o Brasil Open. Argentinos vencem nas duplas

Em sua nona tentativa, italiano fatura o título do ATP 250 de São Paulo e afasta zebra chilena. Federico Delbonis e Maximo Gonzalez batem holandês e neozelandês para levar duplas

40574969412-a0c9def49e-k.jpg

A zebra até ameaçou dar as caras no ginásio do Ibirapuera neste domingo. O azarão Nicolas Jarry começou muito bem, mas Fabio Fognini confirmou o favoritismo e conquistou o título do Brasil Open. Cabeça de chave número 2, o italiano precisou arrancar uma virada para erguer a taça do ATP 250 de São Paulo – parciais de 1/6, 6/1 e 6/4 em 1h33min. Na disputa de duplas, melhor para os argentinos Federico Delbonis e Maximo Gonzalez, que bateram o holandês Wesley Koolhof e o neozelandês Artem Sitak por 2 a 0, parciais de 6/4 e 6/2.

Número 20 do mundo, Fognini conquistou pela primeira vez o Brasil Open em sua nona tentativa. Perdeu apenas um set em todo o torneio, se tornando campeão com autoridade e eliminado na semifinal o uruguaio Pablo Cuevas, que havia vencido as três últimas edições em São Paulo.

O italiano de 30 anos agora tem seis títulos no Circuito Mundial da ATP em 15 finais. A última taça havia sido a do ATP 250 de Gstaad, na Suíça, em julho do ano passado.

Jarry não levou o título, mas sai fortalecido dos torneios no Brasil. Depois de surpreender com uma semifinal no Rio Open, o tenista de apenas 22 anos deu mais um passo chegando à sua primeira final de um torneio da ATP. Ele quebrou um jejum para o Chile, que não decidia um torneio da ATP há nove anos, desde que Fernando Gonzalez faturou o título de Viña del Mar, em 2009. Número 73 do mundo, Jarry vai saltar no ranking.

40574079562_a0dfbc3dfd_k

Nicolas Jarry no Brasil Open (Foto: Gaspar Nóbrega/DGW Comunicação)

O chileno sacou muito bem no primeiro set e surpreendeu o Fognini para vencer por 6/1. O italiano manteve a calma e deu o troco no segundo set, aproveitando o momento de baixa no saque de Jarry: 6/1. O terceiro set foi mais equilibrado, com quebras de serviço para os dois lados. Na reta final, a experiência de Fognini pesou: 6/4.

Fonte: Globo Esporte

Anúncios
Categorias: atp, atp 250, Brasil, Brasil Open, Brasil Open de Tenis, Fabio Fognini, Ginásio do Ibitapuera, Nicolas Jarry, São Paulo, SSTUDIO Marketing & Entretenimento, tênis, Tênis Brasileiro, Uncategorized | Tags: , , , , , , , | Deixe um comentário

Clezar perde e cai no Aberto do Brasil; Jarry avança às quartas

Brasil passa a contar só com Rogeirinho na chave simples do ATP 250, que é disputado no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo

Gazeta Press

O Brasil só conta com Rogerinho na chave de simples do ATP 250 disputado no país, que está sendo realizado no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. Isso porque, na tarde desta quinta-feira, o tenista Guilherme Clezar perdeu para um dos favoritos ao título, o espanhol Albert Ramos Viñolas, por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/4, despedindo-se da competição nacional em sua etapa de oitavas de final.

 

clezar-brasil-open-eliminado-950.jpg

Perante o cabeça de chave número 1 do torneio, Clezar não foi mal, apesar da derrota. No primeiro set, o europeu aproveitou pequeno erro do brasileiro para quebrar o quarto serviço do jogador na parcial, administrando a vantagem até seu triunfo de início. Na segunda rodada, talvez por nervosismo, o gaúcho de 25 anos cedeu logo o saque inicial ao adversário e, estando atrás, não conseguiu reagir na partida, saindo com o revés.

“Os momentos de break-points foram mais mérito dele do que falha minha. O crucial do jogo foi que no 4/3 do primeiro set trocou a bola e perdi o toss no segundo saque, acabei fazendo duas duplas-faltas. Acabou escapando o set. No segundo, ele conseguiu a quebra e foi difícil de voltar, porque ele estava sacando muito bem”, analisou Clezar, que ainda avaliou sua participação no Brasil Open.

“Acho que eu fiz bons jogos aqui no geral. Não vi hoje um jogo de tamanha diferença técnica. Foi um jogo parelho, apesar de eu ter perdido. Quero levar esta confiança para os próximos torneios. Saber que ainda posso tirar um pouco de mim, que eu posso seguir um pouco mais adiante”, finalizou.

Albert Ramos Viñolas analisou sua partida de estreia no torneio brasileiro, já que, por ser o número 22 do mundo e primeiro cabeça de chave, pôde ficar de bye na rodada inicial. “Nunca é fácil começar um torneio. Nunca é cômodo. Todos os jogos são muito difíceis, e a partida de hoje começou equilibrada. Depois fui me encontrando na quadra e, com a melhora do meu saque, acho que consegui fazer um grande jogo. Estou treinando há muitos dias aqui”, explicou.

Promessa do Chile derrota Pella e também avança

O europeu inclusive já conhece seu adversário nas quartas de final do Aberto do Brasil. Será a sensação chilena Nicolas Jarry, que derrotou o argentino Guido Pella por 2 sets a 1, com parciais de 6/7(2), 6/4 e 7/6(2), na quadra central do Ginásio do Ibirapuera, também nesta quinta-feira.

Acumulando bons resultados no circuito sul-americano da temporada da ATP, chegando às quartas de final em Quito e nas semi no Rio de Janeiro, Jarry teve a oportunidade de sacar para a vitória no terceiro set, mas acabou vencendo mesmo assim no tie-break da rodada.

O duelo entre Albert Ramos Viñolas e o chileno, válido pelas quartas do Brasil Open, será já nesta sexta-feira, não antes das 19h30 (horário de Brasília), na quadra central do ginásio paulistano.

Fonte: Fox Sports

 

Categorias: Albert Ramos Viñolas, Brasil, Brasil Open de Tenis, Chile, Ginásio do Ibirapuera, Guido Pella, Nicolas Jarry, tênis, Tênis Brasileiro, Uncategorized | Tags: , , , , | Deixe um comentário

Fognini estreia com vitória tranquila sobre português no Brasil Open

Italiano venceu João Domingues por dois sets a zero nas oitavas de final da competição

fognini-bob-br-open-r2-4880920695

Fabio em ação (Foto: Buda Mendes/ Getty Images)

Nesta quarta-feira (28), começaram as oitavas de final do Brasil Open 2018, o ATP 250 de São Paulo. Na quadra central do Ginásio do Ibirapuera, na capital paulista, o cabeça de chave número dois do torneio – Fabio Fognini da Itália – estreou diante do português João Domingues – 177º colocado no ranking da ATP.

A vitória do italiano foi pelo placar de dois sets a zero, com parciais de 7/5 e 6/1, depois de uma hora e 10 minutos de partida.

Nas quartas de final, Fognini encara o espanhol Guillermo Garcia Lopez – 67º do mundo – que vem de grande vitória sobre o argentino Federico Delbonis – cabeça de chave número oito do torneio – por dois sets a um, com parciais de 7/6 4/6 e 6/4, em duas horas e 37 minutos de jogo.

Resumo da partida

Depois de três games, nos quais cada sacador confirmou seu serviço, o italiano, desconcentrado, cometeu erros não forçados e cedeu a quebra ao adversário. No entanto, a vantagem durou pouco: no sétimo game, o italiano encontrou a melhor estratégia para jogar contra o português. Com boas devoluções, conseguiu devolver a quebra e empatar.

No nono game, Domingues salvou dois break points de maneira espetacular para manter seu saque. No game seguinte, Fognini encaixou ótimas devoluções para conseguir a quebra. Confirmando seu saque, fechou o set em 7/5. O segundo set foi inteiramente dominado por Fabio, que conquistou três quebras para vencer por 6/1.

Extremamente habilidoso, Fabio é um dos principais candidatos ao título. Apesar de seus problemas extra quadra, o finalista do Rio Open de 2015 pode surpreender e fazer excelentes campanhas.

Fonte: Vavel

Categorias: atp, Brasil, Brasil Open, Brasil Open de Tenis, Fabio Fognini, Ginásio do Ibirapuera, João Domingues, São Paulo, Tênis Brasileiro, TenisBrasil, Uncategorized | Tags: , , , , | Deixe um comentário

Pela 1ª vez no Brasil Open, Thiago Wild cai na estreia

Brasileiro, de 17 anos, foi derrotado pelo argentino Carlos Berlocq

img_797x448$2018_02_26_22_58_21_10487

Foto: SUAMY BEYDOUN/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO

O jovem Thiago Wild perdeu para o argentino Carlos Berlocq por 2 sets a 1, parciais de 3/6, 6/3 e 6/2, e se despediu do Brasil Open, que está sendo disputado no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. Foi a primeira vez que o tenista paranaense participou de uma chave principal de um torneio da ATP.

Wild começou bem a partida, venceu o primeiro set, mas começou a sentir dores na panturrilha, e não conseguiu manter o mesmo ritmo até o final da partida.

Nesta terça-feira (26), outros quatro brasileiros estarão em quadra. Thomaz Bellucci enfrenta o argentino Horacio Zeballos; Rogério Dutra Silva pega o norte-americano Tennys Sandgren e Thiago Monteiro faz duelo brasileiro com Guilherme Clezar.

Fonte: Destak | Esportes

Categorias: Carlos Berlocq, Guilherme Clezar, Horacio Zeballos, Rogério Dutra Silva, Tennys Sandgren, Thiago Monteiro, Thiago Wild, Thomaz Bellucci, Uncategorized | Tags: , , , , | Deixe um comentário

Nadal retorna às quadras no Brasil Open

A organização do Aberto do Brasil 2013 anunciou na manhã desta terça-feira que o torneio a ser disputado em fevereiro, no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, marcará a volta do espanhol Rafael Nadal às quadras.

Atual número quatro do mundo, Nadal não joga há seis meses devido a uma lesão no joelho. Sua última partida foi na segunda rodada de Wimbledon, em junho.

Image

No Brasil Open, Nadal vai tentar conquistar o bicampeonato, já que foi campeão do torneio em 2005 ( na época realizado na Costa do Sauipe), ano em que conquistou mais dez títulos, incluindo Roland Garros.

Categorias: Uncategorized | Tags: , , , | Deixe um comentário

Manaus – Vem aí o Amazon Open

Image

Image

Matérias Publicas no Jornal Amazonas em Tempo & A Critica

Categorias: MANAUS, tênis, Uncategorized | Tags: , | Deixe um comentário

Ouro Card Open de Tênis Profissional

1989 - Ouro Card Open - SHT

O Banco do Brasil marca a sua entrada na modalidade esportiva do tênis através do seu produto ” Ouro Card ” patrocinando uma etapa do circuito profissional a realizar-se de 03 a 08 de Agosto na Sociedade Harmonia de Tênis na cidade de São Paulo.

Evento que reunirá os principais tenistas brasileiros da atualidade, tendo como favoritos ao titulo: Luiz Mattar, Pedro Rebolledo, Ivan Kley, Danilo Marcelino, Fernando Roese, Dácio  Campos, e outros:

1989 - Ouro Card Open - SHT 1

&

1989 - Ouro Card Open - SHT 2

Harmonia reabre as portas para o Tênis Internacional

Próxima de completar seu 60 aniversário, a Sociedade Harmonia de Tênis tem a própria história do esporte marcada em cada linha de suas quadras. Nosso clube nasceu, cresceu e  continua existindo em função do aperfeiçoamento técnico do tênis brasileiro.

Ao abrir as suas portas para o Ouro Card Open 89, através da impecável promoção da Koch Tavares e do apoio imprescindível do Banco do Brasil, o Harmonia ainda tem na memória a festa singular que proporcionou em outubro de 87, durante a final da zona americana da copa Davis, quando o Brasil ganhou o título sobre o Equador de André Gomez, com a presença de um público poucas visto em competições tenísticas no país. A força e a união emanadas pelas quatro mil pessoas que superlotaram as arquibancadas do Harmonia são a certeza de que o tênis merece nossa dedicação. O Conselho Deliberativo da Sociedade Harmonia de tênis sente-se honrado em ver este clube escolhido como sede de mais uma competição internacional, na certeza de que o Ouro card Open 89 será mais um impulso do tênis Brasileiro.

José Ermírio de Moraes Filho

Presidente do Conselho da Sociedade Harmonia de Tênis.

# Com co-patrocinio e apoio: Votorantin, Casa José Silva, Head, BM&F,  Adidas, Sydel Star, Crowne Plaza, Shopping Iguatemi, Petrograph, Companhia Atlética, PZM, Jornal da tarde, Revista Isto É Senhor, Lisonda, e The Place Restaurantes

# Transmissão ao vivo pela Rede Manchete de Televisão

Categorias: Uncategorized | Tags: , , , , , , , | Deixe um comentário

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.